Nossa Senhora de Anguera nos alerta carinhosamente sobre o pecado.

 PECADO

                        O pecado, essa desordem moral que causa a morte da alma, merece particular atenção nas mensagens dadas por Nossa Senhora em Angüera, pois, conforme as palavras da Virgem Maria, é ele que é cada vez mais cometido e justificado, e, como um câncer poderoso, corrói e destrói o homem sem que ele pressinta o perigo da condenação eterna. Vejamos:

[Tirado do site  www.apelosurgentes.com.br]

– “Por isso peço-vos: Convertei-vos, abandonai o pecado e fazei alguma coisa para vós mesmos” (M. 19, 13/02/1988);

– “Se continuardes no pecado, nada posso fazer, pois o que é necessário já está sendo feito para vós através de Mim” (M. 22, 05/03/1988);

– “Meus amados, estais propensos a cometer o pecado e, sem refletir, colocai-vos nas mãos de satanás” (M. 60, 26/07/1988);

– “Bispos e sacerdotes da Santa Igreja de Deus, ajudai a todos os Meus pobres filhos a fugir do pecado e a viver na graça e no amor de Deus” (M. 66, 13/08/1988);

– “Hoje convido a cada um de vós a fugir do pecado, a detestar o pecado e a viver na graça e no amor de Deus” (M. 77, 03/09/1988);

– “É preciso arrepender-vos dos pecados que cometeis. Deus vos perdoa facilmente, filhinhos, mas é preciso arrepender-vos para obter o perdão” (M. 105, 15/11/1988);

– “O Onipotente está atormentado pelos vossos pecados” (M. 130, 28/01/1989);

– “Desejo que cada um de vós seja feliz, mas nenhum de vós poderá encontrar a felicidade vivendo no pecado” (M. 140, 25/02/1989);

– “Olhai ao vosso lado e vereis quanto o pecado ganhou terreno neste mundo” (M. 142, 28/02/1989);

– “Comportai-vos de modo que Jesus não derrame lágrimas de sangue por causa de vossos pecados” (M. 24/03/1989);

– “Atualmente o pecado não é mais reconhecido como um mal e, assim, os Meus pobres filhos vão se perdendo em número cada vez maior” (M. 157, 01/04/1989);

– “Se viverdes habitualmente em pecado mortal, estais espiritualmente mortos. E, se chegardes ao fim de vossa vida neste estado, espera-vos a morte eterna no inferno… O pecado se alastrou como a pior e mais perniciosa das epidemias, espalhando por toda parte doença e morte em muitas almas. Cuidado! O inferno existe, é eterno e hoje muitos correm o risco de cair nele porque estão contagiados por esta doença mortal” (M. 159, 08/04/1989);

– “Fugi todos do pecado, por menor que seja” (M. 163, 22/04/1989);

– “Queridos filhos, não pequeis mais. Jesus está contristado por causa dos vossos pecados. Não ofendais mais a Jesus com vossos pecados, filhinhos” (M. 165,29/04/1989);

– “Eu sou a vossa Mãe, estou sempre convosco para vos livrar da escravidão do pecado, e os que estiverem em pecado, mudem de vida, porque se chegarem ao fim da vida neste estado, a salvação tornar-se-á mais difícil para vós” (M. 171, 20/05/1989);

– “Peço-vos que mudeis de vida, ou seja, abandoneis o pecado e vos convertais” (M. 181, 20/06/1989);

– “O maior mal que cada um de vós ainda possui é o pecado, disso podeis ter certeza, pois o pecado afasta-vos completamente de Deus. Cristo, sendo sem pecado, detestava o pecado, mas amava os pecadores com um amor especial e, muitas vezes, os visitava para proporcionar-lhes o perdão. Por isso Eu vos digo: não percais a esperança” (M. 196, 08/08/1989);

– “Estais vivendo em um mundo que já não define o pecado como um mal. Muitos perderam o senso do pecado, por isso ele é cada vez mais cometido e justificado, e assim, cresce cada vez mais o número das almas que se precipitam diariamente no inferno” (M. 222, 24/10/1989);

– “Vós estais vivendo num mundo contaminado pelo pecado. A humanidade inteira está contaminada por este veneno invisível e, por isso, precisa urgentemente ser curada pelo Amor Misericordioso de Jesus. Fazei saber a todos que o pecado na alma dos Meus pobres filhos é como lama, mas a graça divina tem o poder de purificar mesmo os pecadores mais transviados. Não pequeis mais” (M. 227, 24/10/1989);

– “Queridos filhos, a humanidade está contaminada pela lepra do pecado e, assim, as pobres almas vão se perdendo em número cada vez maior. A perda de muitas almas é a causa da Minha dor. Se continuardes a cometer pecados e eles ultrapassarem a medida atual, vós jamais alcançareis a salvação” (M. 229, 24/10/1989);

– “Um dos vossos pecados, por menor que seja, pode vos prejudicar na vida espiritual” (M. 233, 24/10/1989);

– “Hoje, mais do que nunca, é preciso ter o olhar sempre voltado para as coisas do Céu, pois os tempos em que viveis são perigosíssimos e correis o risco de vos perder, por vossa falta de obediência e aceitação do pecado” (M. 238, 14/11/1989);

– “Não troqueis nunca a vossa liberdade que tendes como filhos de Deus, por uma escravidão que vem do egoísmo e do pecado” (M. 278, 24/03/1990);

– “Não tenhais vergonha de falar das mensagens que vos comunico. Antes, envergonhai-vos do pecado, pois vos destrói espiritualmente” (M. 311, 07/07/1990);

– “Estais propensos a cometer o pecado e, sem refletir, colocai-vos nas mãos do inimigo” (M. 643, 04/06/1993);

– “Fico triste com vossos pecados, pois sei que o pecado é o grande causador da falta de paz e amor em vosso coração” (M. 657, 26/06/1993);

– “Renunciai ao pecado e voltai ao Senhor que vos ama e vos chama à Sua graça” (M. 667, 20/07/1993);

– “Portanto, não fiqueis estacionados no pecado, mas vivei o Evangelho do Meu Jesus” (M. 668, 23/07/1993);

– “Eu vos amo e quero ver-vos felizes, mas sabei todos vós que ninguém é feliz vivendo em pecado” (M. 671, 30/07/1993);

– “O mundo não vai bem porque os homens já não rezam, entregaram-se ao pecado e por isso correm o risco de se perderem eternamente. Tende cuidado! Afastai-vos do pecado e voltai com alegria ao Meu Imaculado Coração” (M. 683, 25/08/1993);

– “Vossos pecados continuam a crucificar o Cristo, mas a vossa obediência e confiança é para o Meu Jesus motivo de alegria” (M. 777, 01/04/1994);

– “OS HOMENS NÃO COMPREENDEM A MINHA PRESENÇA, PORQUE O PECADO OS DEIXOU CEGOS E NÃO SÃO CAPAZES DE ENXERGAR OS SINAIS DE DEUS. Sofro por causa daqueles que rejeitam Minhas mensagens e não se interessam nem um pouco com elas. São filhos ingratos que não sabem o que fazem. O demônio os enganou e eles não são capazes de acolher os Meus apelos. O Senhor está contristado por causa dos vossos pecados. Arrependei-vos hoje e não volteis a pecar. É grave a situação de tantos filhos que vivem em estado de pecado. Eles não se preocupam e continuam se fechando à graça de Deus. Quero dizer-vos que o senhor pode chamar-vos a qualquer momento e por isso deveis estar preparados” (M. 1.155, 26/08/1996);

– “O pecado se apoderou de muitos corações e assim cresce a cada dia o número de almas que vão se perdendo eternamente” (M. 1.202, 14/12/1996);

– “Abri vossos corações e não fiqueis estacionados no pecado. Se viverdes em pecado, não compreendereis o que vos digo” (M. 1.212, 07/01/1997);

– “Deus não está contente com a humanidade que, por causa do pecado, se tornou indiferente com a situação de miséria que vivem os meus pobres e inocentes filhos. Sabei que Deus vos pedirá contas de tudo que fazeis” (M. 1.230, 18/02/1997);

– “Não fiqueis no pecado. O pecado é o câncer que fere vossa alma” (M. 1.281, 17/06/1997);

– “SE ALGUÉM VOS PERGUNTAR: POR QUE TANTA APARIÇÃO? DIZEI COM CORAGEM: É POR CAUSA DOS NOSSOS PECADOS. Dizei sempre a verdade. Não vos caleis diante do erro” (M.1.326, 20/09/1997);

– “Peço-vos que sejais luz para aqueles que vivem nas trevas do pecado” (M. 1.348, 20/11/1997);

– “Quero dizer-vos que o pecado destruiu a vida espiritual de muitos dos meus pobres filhos” (M. 1.351, 27/11/1997);

– “A terra está cheia de maldade e os homens perderam o senso do pecado”(M. 1.389, 21/02/1989);

– “Quando cairdes em pecado, chamai por Jesus. Pedi perdão. Reconciliai-vos por meio do sacramento da Confissão. Sabei que o tempo é curto. Não vivais em pecado mortal” (M. 1.614, 01/08/1999);

– “O que os homens esperam vivendo no pecado e se afastando cada vez mais de Deus? O que de bom apresentará ao Meu Filho Jesus quando voltar e lhes pedir contas? Tenho compaixão desta humanidade e sofro por causa daqueles que não querem acolher o chamado do Senhor. Peço-vos que sejais cada vez mais de Deus” (M. 1.677, 23/12/1999);

– “Peço-vos que sigais o caminho que vos indiquei. Meu Filho, Jesus Cristo, é a Luz do mundo e vós deveis segui-Lo para que as trevas do pecado não vos contamine e vos torne cegos espiritualmente. Vós sois o povo eleito do Senhor e Ele vos ama. Sede corajosos e dai testemunho da verdade. Sabei valorizar a oração e esforçai-vos para assumirdes o vosso verdadeiro papel de cristãos. Viveis no tempo pior que do dilúvio. O pecado é aceito em toda parte e os Meus pobres filhos são conduzidos pelo caminho do erro, da infidelidade, da falta de amor e do desrespeito ao sagrado. Peço-vos que não ofendais ao Meu Filho Jesus. Dizei não ao pecado e a tudo aquilo que paralisa o verdadeiro amor” (M. 1.680, 31/12/1999);

– “O pecado é a grande epidemia da humanidade” (M. 1.694, 01/02/2000);

– “A humanidade vive nas trevas do pecado e se afasta a cada dia do Criador. O Coração de Jesus está ferido pelas blasfêmias cometidas pelos homens que não querem se abrir à graça do Senhor” (M. 1.715, 21/03/2000);

– “Sou a vossa Mãe. Como se sente uma Mãe ao ver o filho nas trevas do pecado? Compreendei o que Eu quero de cada um de vós. Sou Mãe e no amor não obrigo, mas chamo com docilidade porque tendes liberdade, mas quero dizer-vos que o mais importante é fazer a vontade de Deus” (M. 1.738, 13/05/2000);

– “A humanidade está enferma por causa do pecado e Eu vim do Céu para ajudar-vos a encontrar a graça santificante do Senhor que vos cura de todos os males” (M. 1.930, 04/08/2001);

– “Fostes criados à imagem e semelhança de Deus, mas o pecado contaminou vossos corações e vos afastou do Amor do Senhor” (M. 1.931, 06/08/2001);

– “Esforçai-vos para viverdes na graça de Deus e não permitais que o pecado crie raízes em vossos corações. O pecado vos afastou completamente do caminho da santidade e é chegado o momento do grande retorno. Peço-vos que sejais corajosos e que tenhais força para dizer não ao pecado” (M. 2.020, 02/03/2002);

– “Fazei um exame de consciência e recordai vossos pecados para melhor poder confessá-los. Muitas vezes o pecado acumulado em vossos corações criam profundas raízes e não sois capazes de arrancá-lo” (M. 2.022, 07/03/2002);

– “O pecado paralisa o verdadeiro amor e vos afasta completamente da graça de Deus” (M. 2.029, 23/03/2002);

– “Eu vos amo como sois. Mesmo com vossos pecados Eu vos amo e peço ao Meu Jesus por vós” (M. 2.203, 03/05/2003);

– “Viveis no tempo das grandes tribulações e se viverdes em pecado não encontrareis a Salvação” (M. 2.206, 10/05/2003);

– “Deus tem pressa e já não podeis viver no pecado” (M. 2.246, 12/08/2003).

——————————

 * Colaboração: Rudolpho Wagner Filho

Fernando Frascari

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *